Fitoterapia

 A fitoterapia, ou terapia das plantas, era conhecida e praticada desde das mais remotas civilizações, se perde na própria história do homem na face da Terra. A utilização das propriedades curativas das plantas pelo homem sempre foi uma manifestação da tentativa de compreender e integrar-se ao mundo da natureza.

O descobrimento das propriedades curativas das plantas foi, no início, meramente intuitivo. Os resultados de cura foram propagados por gerações pela tradição do conhecimento familiar, o que possibilitou a sua subsistência por milênios. Com isso, na necessidade de explicar o seu conhecimento, várias civilizações, em todos os continentes, empreenderam pesquisas para comprovar e, até mesmo, descobrir novas propriedades curativas de algumas ervas, de maneira científica, abandonando o empirismo.

Em todos os países, tanto nos desenvolvidos como em desenvolvimento, as ervas curativas são utilizadas como matérias-primas para a produção industrial de derivados químicos, ou para a produção de extratos ou compostos que serão utilizados no tratamento das mais diversas enfermidades.

A História da fitoterapia se confunde com a história da farmácia, antigamente conhecida como botica, na qual os medicamentos eram basicamente formulados à base de plantas medicinais.

Por mais popular que seja o uso de plantas medicinais, é muito importante que os insumos utilizados sejam de origem comprovada, com cuidados especiais desde do plantio, quanto a época certa de sua coleta. Preocupação compartilhada pela Farmácia Via Magistral naseleção de seus fornecedores de ervas medicinais, priorizando a qualidade.